As Zonas Controladas

Porque muitos de nós, apicultores, gostam de deslocar as colmeias para pontos mais frescos durante o verão ou pelo menos tentam, decidi dar uma ideia das Zonas Controladas em vigor no nosso grande Portugal pequenino. Assim há que ter muito cuidado num transporte de abelhas entre freguesias de concelhos contíguos, mas de zonas controladas diferentes. As coimas e multas não são leves…

Descrevo em baixo as zonas do interior ou que têm mais interesse para a nossa área de ação, sim, porque o interior ou a nossa área de ação consegue ter muito facilmente mais do que uma zona controlada. Para uma lista completa (19 zonas controladas), verificar:

Quadro de Zonas Controladas (Versão dezembro 2016)

Lista de Concelhos do interior agrupados por zona (Associações de Gestão de Zonas Controladas por ordem alfabética):

  • AABA: Aguiar da Beira, Carregal de Sal, Fornos de Algodres, Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo, Sátão, Sernancelhe, Tondela, e Viseu ;
  • APFMP: Castro Daire, Vila Nova de Paiva, e Cinfães ;
  • Meimoacoop: Belmonte, Guarda, Penamacor, e Sabugal;
  • Melbandos: Mação, Proença-a-Nova, Sertã, e Vila de Rei;
  • Meltagus: Castelo Branco, Idanha-a-Nova, e Vila Velha de Ródão;
  • Pinus Verde: Covilhã, Fundão, e Oleiros;
  • Pisco…APF: Almeida, Figueira de Castelo Rodrigo, Meda, Pinhel, e Trancoso;

Ou seja, analisando esta lista, o que quero alertar é que é mais fácil deslocar uma colmeia (ou um conjunto de enxames/núcleos/colmeias, e/ou derivados) da Covilhã (Freguesia de Teixoso) para a freguesia de Isna no extremo sul do Concelho de Oleiros, do que para a União de Freguesias de Belmonte e Colmeal da Torre ou para a freguesia de Caria, ambos do Concelho de Belmonte. Em contradição, até estamos a falar do mesmo distrito em ambos os casos. No caso de Belmonte e Caria estamos até a falar do mesmo tipo de apicultura, pois o relevo é semelhante e o tempo/clima muito similar, no entanto quem organizou as zonas controladas deixou este bico de obra. Oleiros é um Concelho em plena Área do Pinhal Interior (Zonas de Xisto).

A apicultura da área do Teixoso e arredores na Covilhã é largamente mais parecida/equivalente à de Belmonte, pois a Cova da Beira existe e estão inseridos na mesma área de ação. Sei que pode não ser tão simples, pois se seguirmos para a outra extremidade da Covilhã, decerto que a apicultura será mais homogénea com as áreas do Xisto, mas por isso um estudo avançado seria mais que necessário e premente. Concelhos a pertencerem a Zonas Controladas diferentes, ou até Freguesias divididas para bem da apicultura.

Pergunto então, quais foram as bases da criação das zonas controladas? Assumo que esta pergunta é bastante retórica, pois imagino quais foram as bases, e por isso sinto vergonha de um país que olha aos meios económicos e interesses particulares em vez de estudar o que deve ser estudado no terreno para depois decidir as várias zonas homogéneas. Conversar com os apicultores presentes seria de facto uma das opções mais prementes… Aguardamos talvez mudanças num futuro próximo…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s